terça-feira, fevereiro 18, 2020

RTP testa emissor da Antena 1 (99,5 MHz) na região da Arrábida

A RTP colocou, na região da Serra da Arrábida e a título experimental, em funcionamento um emissor da Antena 1 na frequência de 99,5 MHz. A nova emissão, que deverá substituir a da Banática (99,4 MHz), terá como objectivo o reforço do sinal nas auto-estradas A1 e A2, além de melhorar a recepção da rádio em Setúbal e no litoral alentejano.

Para já, ao que parece, a Antena 2 e a Antena 3 continuam a operar nas frequências da Banática; a serem igualmente deslocalizadas para a Arrábida, seria conveniente mudarem para frequências menos problemáticas. Isto porque a Antena 2 nos 88,9 MHz sofreria a interferência co-canal da Antena 1 (emissor da Foia, na Serra de Monchique). Também os 100,0 MHz da Antena 3 não constituem uma frequência limpa, porquanto existe a Granada FM (100,1 MHz) em Vendas Novas, o que obrigaria à colocação de reflectores nos elementos radiantes para evitar interferências no território deste concelho. Apesar da relativa saturação do espectro na Grande Lisboa e litoral alentejano, existem algumas frequências possíveis de serem utilizadas pelas Antenas 2 e 3, incluindo os 93,0 MHz (pese a pressão da RFM 93,2 em Lisboa), os 94,6 MHz (ainda que "colada" ao emissor do Alto do Monsanto, nos 94,4 MHz e com reflectores para minimizar o sinal na direcção de Coruche (a Rádio Voz do Sorraia emite nos 94,7 MHz)), os 94,8 MHz (com a mesma restrição na direcção de Coruche e mesmo ao lado da Rádio Positiva (95,0)), os 101,7 MHz (ao lado da RDP África, nos 101,5), os 103,2 MHz (com restrição de azimute na direcção de Évora e "entalada" entre os 103,4 da RR e os 103,0 da Smooth FM), os 104,5 MHz (ao lado da M80 104,3 e da microcobertura da TDS em Alcácer do Sal, nos 104,7) e até os 107,0 MHz (entre a RFM 106,8 e a Vodafone FM 107,2, eventualmente com restrições de azimute a Sul para evitar interferências na M80 (107,1 MHz Fóia). Uma opção melhor, a manter-se a microcobertura da Antena 3 na península de Tróia, seria mudá-la para outra frequência e utilizar os 107,9 MHz na Arrábida (ainda que com restrições a Norte por causa da RES FM (Alpiarça)).

quinta-feira, fevereiro 13, 2020

13.02.2020 Dia Mundial da Rádio... e do "Manual da Rádio"!

No "Dia Mundial da Rádio" podia escrever um longo artigo no blogue a falar do que representa para mim a rádio. Todavia, decidi que este ano não escreveria meia dúzia de linhas ou uma folha inteira... Escrevi um pequeno livro.

A todos os visitantes do blogue e do site "Mundo da Rádio", é com o maior prazer que vos apresento o "Manual da Rádio": um pequeno livro digital inteiramente gratuito que tanta explicar de uma forma descomplicada as questões técnicas subjacentes ao funcionamento das emissões de radiodifusão. Que melhor homenagem poderia fazer eu a esta grande senhora, a Rádio, a não ser no seu dia mundial publicar mais de 50 páginas de informação útil para quem não tem muitos conhecimentos técnicos e quer ter uma  noção de como as coisas funcionam?

Não termino sem, neste dia de celebração da que considero ser a maior invenção tecnológica depois da electricidade, agradecer a todos os profissionais de rádio que trabalham todos os dias para informar e entreter os ouvintes. E agradecer a todos os visitantes do "Mundo da Rádio", utilizadores do "Fórum da Rádio" e demais serviços do site e a todos os que falam da rádio nas redes sociais.

terça-feira, fevereiro 11, 2020

Antena 1: emissor da Banática (Almada) muda de frequência, dos 99,4 para os 99,5 MHz

Apesar de não ter sido (até agora) confirmado a título oficial, o emissor da Banática (Almada) da Antena 1, que serve a margem Sul do Tejo, a zona ocidental do concelho de Lisboa e a zona ribeirinha do Tejo até Cascais, está, pelo menos desde o final do passado mês de Janeiro, a operar na frequência de 99,5 MHz, em vez dos 99,4 MHz.

Esta alteração terá, creio, como objectivo evitar a interferência da Cidade FM Ribatejo (99,3 MHz Alcanena) sobre a rádio pública.