quinta-feira, maio 30, 2024

Rádio Renascença lançou três webrádios

A Rádio Renascença lançou recentemente mais três estações de rádio exclusivamente online, a saber: Non Stop (rádio com a playlist habitual da RR mas sem interrupções), Ponto PT (rádio de música portuguesa) e Hotel Califórnia (com a playlist do programa homónimo).

Todas as webrádios, bem como a emissão online da emissora católica portuguesa, estão disponíveis no site da Rádio Renascença


sexta-feira, maio 24, 2024

Rádio Observador compra Emissora das Beiras (91,2 MHz Caramulo - Tondela)

Já está confirmado pela ERC: a Rádio Observador foi autorizada a adquirir a Emissora das Beiras (91,2 MHz Caramulo, concelho de Tondela).

A deliberação supramencionada não faz referência à conversão da tipologia da estação, de generalista para temática informativa, nem à alteração da designação da rádio; consequentemente, até que a Rádio Observador apresente junto da ERC um requerimento para a alteração do projecto aprovado para a estação local de Tondela e este seja deferido, os 91,2 MHz terão de continuar a operar sob a marca "Emissora das Beiras".

É certo que se trata de um emissor de 500 W P.A.R., situado na Serra do Caramulo, mas bem optimizado chega em boas condições a Viseu, a várias zonas de Coimbra e a boa parte do distrito de Aveiro. Com os 88,1 MHz os 91,2 MHz e os 98,4 MHz, a Rádio Observador passará a fazer-se ouvir bem não só entre Braga e Aveiro como também entre Aveiro e Viseu, além de algumas zonas do distrito de Coimbra. De recordar que, no Sul/Centro do país, a Rádio Observador já se ouve por via hertziana entre Setúbal e o Ribatejo.

sexta-feira, abril 26, 2024

Antena 3 "sopra" hoje 30 velas de aniversário

Hoje é um dia especial para a Antena 3. O terceiro canal da rádio pública comemora 30 anos de emissões regulares, que marcaram gerações de ouvintes.

Estamos certos que a estação mais jovem das rádios da RTP com cobertura nacional já teve alturas em que esteve bem, alturas em que esteve menos bem, mas o importante é que continue, como tem feito nos últimos anos, a ser uma estação alternativa às rádios com interesses meramente comerciais, que insistem na música mainstream, ignorando muitos bons artistas nacionais e até estrangeiros. Importa também que a Antena 3 continue a apostar e aposte em mais e melhores programas de autor e que, dentro das suas possibilidades logísticas e financeiras, inove. O futuro da Antena 3 depende da atracção de novos ouvintes - na era de redes sociais como o Tiktok, entre outras, as rádios têm de saber ir ao encontro do público jovem, sem perder os ouvintes actuais. A estação de gerações que ouviam Primitive Reason e Da Weasel tem de falar também para a faixa etária que nasceu na era da Internet e que precisa de aprender a gostar de ouvir rádio.

Importa referir que a Antena 3 inaugurou ontem, no dia 25 de Abril, o novo site. Vale a pena acompanhar a emissão da rádio neste dia de aniversário. 

Parabéns, Antena 3! Que venham mais e bons anos de emissões de serviço público!

domingo, março 31, 2024

Rádio Universidade de Coimbra (107,9 MHz), uma rádio que, literalmente, mete água (!)

A Rádio Universidade de Coimbra (107,9 MHz) viu-se obrigada a suspender temporariamente a emissão devido à falta de condições de segurança nos estúdios. O vídeo publicado por Tomás Cunha na rede social X (ex-Twitter) fala por si: o edifício da Associação Académica de Coimbra encontra-se inundado. Literalmente, chove dentro do imóvel.

Esperemos que não seja preciso alguém um dia apanhar um valente susto com um belo choque eléctrico para que a Reitoria da Universidade de Coimbra solucione o problema. Está em causa não só o funcionamento da rádio mas também a segurança de quem entra no edifício. 

quinta-feira, março 14, 2024

14.03.2024: Greve dos jornalistas

Uma breve publicação para mostrar a minha solidariedade com os jornalistas e as jornalistas das rádios,  mas também das televisões e da imprensa escrita, que se encontram neste dia 14 de Março a fazer greve. 

É inconveniente para os ouvintes de rádio não poderem acompanhar a actualidade nesta quinta-feira com a mesma qualidade com que acompanham nos outros dias, mas os profissionais do jornalismo têm boas razões para estarem descontentes com o estado de coisas e exigirem melhores condições.

O jornalismo independente e de qualidade é fundamental para haver uma verdadeira democracia, onde os cidadãos procuram informação imparcial e rigorosa. Adaptando uma expressão de Thomas Jefferson, entre um país de jornalistas mas sem governo e um país com governo e sem jornalistas, prefiro o primeiro!

terça-feira, março 12, 2024

SBSR FM (90,4 MHz Lisboa) e Rádio Festival (94,8 MHz Porto) vendidas à empresa do Correio da Manhã!

Quiçá a notícia mais surpreendente do ano radiofónico: a ERC autorizou a "Música no Coração ", empresa de Luís Montez, a vender a totalidade do capital social a favor da empresa Medialivre, SA, dos operadores detentores dos alvarás da rádio SBSR FM (90,4 MHz Lisboa) e da Rádio Festival (94,8 MHz Porto)

Assim, a Medialivre, empresa que detém,  entre outros activos, o jornal "Correio da Manhã" e a CMTV, passa a ter rádios no seu portefólio. Provavelmente,  o objectivo passa por relançar o Correio da Manhã Rádio, estação que operou na Rede Regional Sul (frequências actualmente ocupadas pela M80 Rádio) no início dos anos 90 do século passado. 

sábado, março 09, 2024

Antena 3 acompanha cerimónia dos Óscares

Como a Antena 1 vai acompanhar no próximo domingo (dia 10/03/2024) a noite eleitoral, a Antena 3 vai acompanhar,  a partir das 23h, a cerimónia de entrega dos Óscares.

Uma boa decisão por parte da RTP, já que é possível que alguns entusiastas da sétima arte tenham (ou prefiram) acompanhar,  através da rádio,  a entrega dos galardões. Certo é que este 10 de Março vai ser um dia exigente para as rádios: eleições legislativas,  futebol e Óscares...

domingo, fevereiro 25, 2024

Eleições legislativas: debate em simultâneo na Antena 1, RR, TSF e Rádio Observador

É já nesta segunda-feira, dia 26 de Fevereiro, que a Antena 1, a Rádio Renascença, a TSF e a Rádio Observador vão transmitir um debate com representantes de todos os partidos com assento parlamentar, com excepção do Chega, uma vez que o líder do partido, André Ventura, estará no Norte e não lhe foi permitido participar a partir dos estúdios do Porto. Para ouvir, a partir das 10 horas, numa das 4 rádios.

terça-feira, fevereiro 13, 2024

Dia Mundial da Rádio

Hoje celebra-se mais um Dia Mundial da rádio e importa falar sobre rádio. Muito se fala da rádio do passado e do presente mas é fundamental pensar o futuro do meio.

Podia debruçar-me sobre as novas tecnologias de transmissão de rádio, como o DAB+ ou novos codecs para emissão online, mas, de que serve as novas tendências da eletrónica e da informática se a rádio faz-se sobretudo de ouvintes?

Não tenho a menor dúvida que o grande desafio que as estações de rádio têm e cada vez mais terão de superar é não só segurar os ouvintes habituais como também, e principalmente, conseguir que um público mais jovem, que cresce na geração dos serviços de streaming de música, das plataformas digitais como o TikTok e dos podcasts comecem a gostar de ouvir rádio. Eu temo que as estações que se limitam a ser pouco mais do que máquinas a tocar música a seguir a música, talvez com um animador que pouco mais diz do que o nome das músicas, as horas e talvez o estado do tempo tenham, a médio prazo, os dias contados. Cada vez mais, é necessário que as rádios percebam que inovar, trazendo conteúdos interessantes e diferenciadores, que cativem os ouvintes, não vai ser uma opção mas sim uma imprescindibilidade para a sobrevivência das estações. A rádio do futuro não pode ser igual à rádio de há 40 anos. E eu acredito que a rádio tem futuro desde que se saiba adaptar a novas realidades de comunicação e de informação. Na rádio do futuro, não basta dizer as notícias por dizer ou tocar músicas por tocar; é preciso que a rádio marque a diferença recorrendo à criatividade, por forma a que diga aos ouvintes alguma coisa que os outros meios não dizem. Não é fácil, claro, mas todos os profissionais terão de estar envolvidos no processo de modernização da rádio.

Uma nota sobre inteligência artificial: também não tenho dúvida que a IA vai ter um papel muito importante no futuro da comunicação social, em especial da rádio. Contudo, os profissionais do meio jamais deverão esquecer-se que a rádio deve ser feita de humanos para humanos, com todas as virtudes e fraquezas da condição humana. Uma rádio de textos escritos e debitados por um computador, que também escolhe as músicas, jamais será uma rádio a sério. Os humanos gostam de ouvir outros humanos a falar com sentimento. Um profissional do microfone é aquele que por vezes ri, outras vezes chora, comete erros, mas não deixa de pensar e de agir como uma pessoa e não como é suposto que um algoritmo implementado num software actue. Por muito avançada que seja a tecnologia, os ouvintes continuarão a ser de carne e osso e vão sempre preferir jornalistas e animadores também humanos.

Não posso terminar sem antes agradecer aos profissionais das rádios o trabalho feito para que a rádio continue viva. Em particular, quero expressar a minha solidariedade com os trabalhadores da TSF, que estão a passar tempos muito difíceis. Esperemos que se concretize a venda da estação a pessoas que queiram voltar a fazer da TSF uma das grandes rádios de Portugal. Viva a rádio!

segunda-feira, janeiro 29, 2024

Rádio +Oeste (94,2 MHz Cadaval) vendida à Lister+ Saúde

A ERC autorizou a cessão da totalidade do capital social do operador Narrativas & Melodias, Lda. (Rádio +Oeste) a favor da empresa Lister+ Saúde, Unipessoal, Lda.

Desta forma, a Rádio +Oeste passa a ser detida pelo proprietário da RDS (87,6 MHz Seixal); tudo leva a crer que o objectivo é expandir o sinal da RDS à região Oeste.

quarta-feira, janeiro 10, 2024

Hoje somos todos TSF

Hoje, dia 10 de Janeiro de 2024, os trabalhadores do grupo Global Media, incluindo os da TSF, fazem greve - e há que dizer que têm todas as razões para reclamar do estado a que os meios de comunicação social da empresa chegaram.

Somos hoje todos TSF. A título pessoal, solidarizo-me com os profissionais da estação, esperando que a empresa, com a ajuda da ERC e de outras entidades, consiga superar a situação muito difícil em que se colocou - nem que seja preciso vender a TSF, o JN, o DN e outros activos.