sexta-feira, abril 26, 2019

Antena 3 celebra 25 anos de vida

A Antena 3 comemora hoje o 25° aniversário, com direito a uma emissão especial que decorreu em directo da estação do Cais do Sodré, em Lisboa.

O meu desejo para o futuro da 3? Que a rádio pública saiba aproveitar os seus recursos para lançar programas de autor e iniciativas da Antena 3 que aproxime a rádio dos ouvintes. Em particular, seria bom que a Antena 3 "entrasse" nas universidades, nas escolas (para os ouvintes mais jovens), nas instituições culturais e artísticas, nas instituições científicas, e até nas empresas criativas, nos clubes desportivos etc. Resumindo, mais do que se ter pouco mais do que apenas a "Prova Oral", ter-se programas que mostrassem o melhor que os jovens do nosso Portugal fazem. Valia a pena mostrar aos ouvintes que uma rádio não deve ser só música. Por maioria de razão, uma rádio jovem de serviço público deve ir de encontro a outros interesses dos ouvintes. E por que não na 3 um programa de divulgação científica (matemática, astronomia etc.) feita para leigos, numa linguagem acessível? Podia dar outros exemplos, todavia insisto que uma estação como a Antena 3, que mantém valores de audiência que deveriam exigir uma reflexão dentro da RTP, merecia outra dinâmica na programação.

Em todo o caso, quero agradecer a todos os profissionais que trabalham (ou trabalharam) na 3, o trabalho desenvolvido em prol do serviço público. Não obstante as minhas considerações anteriores, creio que a Antena 3 continua a destacar-se pelas escolhas musicais alternativas (claro que nem sempre as melhores) e por alguns programas que vale a pena escutar.

quarta-feira, abril 24, 2019

Rádio Renascença com programa especial sobre o 25 de Abril

A Rádio Renascença vai ter uma emissão especial comemorativa do 45° aniversário do 25 de Abril, que irá para o ar às 23 horas desta quarta-feira dia 24, em directo de São Bento.

De referir que o programa vai ter a participação do primeiro-ministro António Costa e de outros convidados, incluindo os jornalistas Carlos Albino e Luís Filipe Costa, os fotojornalistas Alfredo Cunha, João Taborda da Gama, Jacinto Lucas Pires e os humoristas Nilton, Nuno Markl e Joana Marques. A emissão conduzida por Graça Franco e José Pedro Frazão conta igualmente com música interpretada por Márcia e pela guitarrista Marta Pereira da Costa. Sem dúvida um programa que promete valer a pena ouvir.

Rádio Comercial - 94,2 MHz Arcos de Valdevez

Uma publicação breve para esclarecer o mistério em torno da nova frequência da Rádio Comercial no Alto Minho (94,2 MHz), que se ouve até Viana do Castelo: a estação nacional da Media Capital Rádios opera a partir de uma torre nova no Pico do Facho, no concelho de Arcos de Valdevez, que é partilhada com a Rádio Valdevez (supõe-se que se trate do emissor principal, nos 96,4 MHz).

Ainda que não esteja confirmado, crê-se que o novo emissor (para já em fase de testes) sirva os concelhos de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Ponte de Lima (vale do Rio Lima até Viana do Castelo).

segunda-feira, abril 22, 2019

Rádio Linear (Vila do Conde) muda de frequência, para os 88,6 MHz

A Rádio Linear (Vila do Conde) mudou hoje de frequência, dos 104,6 para os 88,6 MHz. Supõe-se que a alteração visa evitar a interferência dos sinais da Rádio Renascença através do emissor da Serra de Santa Justa (104,5 MHz Valongo) e do Rádio Clube da Feira (104,7 MHz Santa Maria da Feira) sobre o sinal vilacondense (nos 104,6 MHz).

De referir que a nova frequência da Rádio Linear se trata da antiga frequência da Rádio Voz de Santo Tirso, que mudou em Agosto de 2018 para os 107,4 MHz.

segunda-feira, abril 15, 2019

Rádio Comercial com nova frequência no Alto Minho (94,2 MHz)?

Parece que entrou em funcionamento um novo emissor da Rádio Comercial, que - segundo as informações do utilizador "viana_am.fm" publicadas no "Fórum da Rádio" , se faz ouvir na cidade de Viana do Castelo (que, aliás, já é servida por um emissor da estação nacional da MCR em Darque (89,3 MHz)), e que opera frequência de 94,2 MHz.

Aparentemente, tudo leva a crer que se poderá tratar de um emissor (em fase de testes mediante autorização da ANACOM) localizado em Ponte de Lima e destinado a servir esta vila minhota. Refira-se que o Alto Minho é, quiçá, a região do continente português onde a recepção da Rádio Comercial é mais problemática, em virtude da não existência de um emissor no Muro (Serra Amarela), ao contrário das outras rádios nacionais e da TSF (Rede Regional Norte).

Aos estimados leitores do blogue, apelo a quem possa ter mais informações a respeito desta nova frequência que nos confirme a existência do novo emissor, e, se possível,  a área de cobertura radioeléctrica e a localização do mesmo.

domingo, abril 14, 2019

Morreu Francisco Amaral, autor do "Íntima Fracção"

Uma triste notícia para a rádio em Portugal. Faleceu Francisco Amaral, o autor do "Íntima Fracção", um dos míticos programas de rádio que estreou em 1984, na Antena 1.

Mais tarde, com a saída do profissional para a TSF, o programa foi emitido na rádio jornal até meados do ano de 2003. Depois de regressar numa emissão especial realizada em Dezembro de 2003, transmitida apenas via Internet, o "Íntima Fracção" regressa ao éter em Abril de 2004, numa única edição especial comemorativa do 20° aniversário,  transmitida na Rádio Universidade de Coimbra e na Rádio Universitária do Minho.

A partir de Outubro do mesmo ano, o "IF" regressa à RUC, numa edição semanal de uma hora, sendo igualmente transmitida na  ESEC Rádio online. O programa é também disponibilizado para escuta em podcast, a partir de Dezembro de 2005.

Entre Maio e Dezembro de 2007, o "Íntima Fracção" é transmitido no Rádio Clube Português. Em Abril de 2008, o programa regressa, desta vez através da edição online do jornal "Expresso". Depois de sair do "Expresso", o programa teve algumas edições em podcast até finais de 2017. Poucos meses depois, em Janeiro de 2018, o "Íntima Fracção" volta a ser transmitido numa estação de rádio, a Radar (97,8 MHz Almada) e também disponibilizado em podcast, situação que se manteve até hoje.

Aos familiares, amigos e colegas do Francisco Amaral, apresento as minhas condolências. É triste perder-se um grande profissional e um dos melhores programas de rádio feitos em Portugal. Que descanse em paz. Nem que o programa voltasse através de outro profissional, jamais seria o mesmo.

quarta-feira, abril 03, 2019

Rádios portuguesas trazem "Radiodays Europe 2020" para Lisboa

Uma excelente notícia para Portugal. A cidade de Lisboa foi escolhida para acolher, no próximo ano(2020), o "Radiodays Europe", um evento anual que reúne os profissionais e as empresas e indústrias ligadas ao sector da rádio. A candidatura portuguesa resultou de uma acção concertada entre os três principais grupos de rádio do país, a RTP (Antena 1, Antena 2, Antena 3, RDP África e RDP Internacional), a Media Capital Rádios (Rádio Comercial, M80, Cidade FM, Smooth FM e Vodafone FM) e o Grupo Renascença Multimédia (Rádio Renascença, RFM, Mega Hits e Rádio Sim).

A conferência decorrerá entre os dias 29 e 31 de Março de 2020, no Centro de Congressos de Lisboa. A organização estima a presença de mais de 1600 profissionais de rádios públicas e privadas de mais de 60 países.

É uma notícia que prestigia Portugal e a competência dos profissionais portugueses. Espero que aproveitem bem o evento para melhorar a qualidade da rádio em Portugal, inspirando-se no melhor que é feito na Europa e no mundo.

terça-feira, abril 02, 2019

Rádio pública de mãos dadas a Moçambique

Uma breve nota para destacar o bom exemplo de serviço público que a RTP- rádio tem prestado nesta terça-feira, dia 2 de Abril de 2019. Solidarizando-se com o drama humano em Moçambique, a RTP está a transmitir o espectáculo "Mão Dada a Moçambique" não só na televisão, como também na Antena 1, Antena 3, RDP África e RDP Internacional. Aliás, a solidariedade com as vítimas do ciclone Idai tem sido uma constante no dia de hoje, em particular na Antena 3.

Por falar em serviço público, hoje ficou-se a saber que o PSD quer ouvir o governo e a administração da RTP a respeito da rádio. Espera-se que outros partidos políticos tenham a coragem de assumir a sua preocupação relativa às condições de funcionamento dos canais de rádio do Estado, pagos pelos portugueses.